Ex-Ciclista profissional, o Lousanense Luís Gregório, entrevista ao Jornal Trevim


O lousanense Luís Gregório estreou-se na Volta a Portugal quando tinha apenas 18 anos. Manteve-se nas corridas até aos 38 anos, vencendo uma etapa na Volta. Hoje, com 59, ainda faz frente aos mais novos. No seu tempo, as condições eram outras e não teve qualquer receio de falar delas ao Trevim

Qual foi o momento mais marcante da sua carreira desportiva?
Entrar para o Sangalhos. Claro que tive de prestar boas provas para ir. Entrei num clube em Coimbra e de lá, fui para o Sangalhos, um grande clube.

Como começou a sua carreira desportiva?
Comecei no Clube Desportivo Lousanense como jogador de futebol. Joguei nos juniores, juvenis. Mas vi que aquilo não dava. O meu físico não ajudava, não era grande coisa para o futebol. Era baixo.
A minha mãe nunca me disse nada, mas eu chegava a casa com as canelas todas esfoladas. Depois fui a Foz de Arouce ganhar uma corrida de bicicleta, com uma pasteleira, e daí fui convidado para ir para Coimbra. Posteriormente, fui para o Sangalhos.

Recorda-se de lhe chamarem o Charlton?
Sim, eu era pequenito. O Bobby Charlton era um jogador inglês, o rival do Eusébio naquela altura.

Acumulava a profissão de carpinteiro com a de ciclista. Conciliava bem as duas atividades?

Conciliava, mas com muito trabalho. Houve uma altura em que tive de optar e só ia trabalhar como carpinteiro no inverno.
Todos os patrões que tive foram muito bons para mim. O senhor Vasco era muito meu amigo.

No seu tempo, era mais lucrativo andar no ciclismo do que hoje…
Naquela altura ganhava-se um bom dinheiro

(Continua na edição impressa do Trevim 1218)

Anúncios

Este Domingo o circuito de Bike foi a saida de Alveite-Poiares-Travasso-Penacova-Coimbra-EN17-Ponte Velha-Alveite G.


Lousã junta profissionais do ciclismo em conversa


A Câmara Municipal da Lousã promove hoje mais uma edição do programa “Conversas com” que, desta vez, se debruçará sobre o ciclismo.

Rui Sousa, ciclista profissional da equipa EFAPEL – Glassdrive, Carlos Pereira, diretor técnico da Equipa EFAPEL – Glassdrive e o ciclista Lousanense Luís Gregório (ex-participante na Volta a Portugal em Bicicleta), são os convidados da noite, que decorrerá no bar da Pousada da juventude, a partir das 21h00, com entrada livre.
«Recorde-se que o ciclismo é uma modalidade que possui muitos admiradores na Lousã, sendo ainda de destacar o elevado número de praticantes amadores que diariamente circulam no concelho», salienta a Câmara.

«”Conversas com” pretende trazer à Lousã pessoas de reconhecido mérito que, num ambiente informal, falarão das suas experiências, constituindo um momento de troca de experiências e reflexão sobre determinadas áreas, nomeadamente o desporto», assinalou o presidente da autarquia.