Romaria de Santa Quitéria


São esperados milhares de fiéis no qual o sagrado e o profano se misturam, naquela que é uma das maiores romarias de cariz popular da região centro que atrai milhares de pessoas.

Amanhã é esperada a presença de milhares de fiés, assim como duas centenas de feirantes, que vão transformar por completo o recinto da capela de Santa Quitéria.

É a Feira e Romaria de Santa Quitéria, na freguesia de Pombeiro da Beira, concelho de Arganil, uma festa de cariz popular que, ao longo dos séculos, tem constituído um fenómeno onde o sagrado e o profano se misturam, perpétuando a sua tradição. Esta realização da Romaria é assegurada pela Junta de Freguesia de Pombeiro da Beira, juntamente com a Comissão da Capela de Santa Quitéria / Paróquia de Pombeiro da Beira.

Esta Romaria é caracterizada pelo cariz popular que arrasta milhares de pessoas, transcendendo em muito os limites do concelho e da região, a devoção é um papel relevante na festa, as pessoas vão propositadamente a Santa Quitéria para pagar promessas, a feira é todos os anos um ponto de grande atracção de visitantes, onde se vendem os mais variados produtos por mais de duas dezenas de feirantes que marcam presença, à também a possibilidade de as pessoas comprarem as primeiras castanhas e outros frutos da época, bem como a carne de porco, que no fim de confeccionada, ali mesmo no pinhal, os característicos torresmos, no dizer de muitos, os mais saborosos que alguma vez comeram.

Pelas 11H30 haverá missa, seguida de procissão.

A tarde é recreativa, com a actuação do Rancho Infantil e Juvenil Columbinos, de Pombeiro da Beira.

Planalto de Santa Quitéria

(Castanhas Assadas) Quentes e Boas

Anúncios

Liga dos Bombeiros


Federação de Bombeiros saúda eleição de Jaime Soares para a Mesa do Congresso

A Federação de Bombeiros do Distrito de Coimbra congratulou-se com a eleição do seu presidente, Jaime Soares, para a Mesa do Congresso. A eleição decorreu no encontro da Liga dos Bombeiros Portugueses, realizado no passado fim-de-semana em Pombal.

Este cargo era exercido, desde 1989, pelo padre Vítor José Melícias e, dezanove anos depois, sucede-lhe Jaime Soares, crachá de ouro da LBP e nome incontornável no sector, não só enquanto comandante dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Poiares, mas também pelos muitos anos como presidente da Federação de Bombeiros do Distrito de Coimbra.

Em comunicado, a FBDC manifesta o seu orgulho por ver o trabalho de Jaime Soares “reconhecido” na “luta pela defesa daqueles que, todos os dias, humildemente, se dedicam à causa, arriscando até a própria vida para garantir a segurança das vidas e dos haveres das populações com competência e profissionalismo”

Outono…


No largo de S. Tiago – Outono chegou!

V. N. de Poiares com maior verba do PIDDAC


A verba mais elevada foi atribuída à APPACDM de Poiares, para o Centro de Actividades Ocupacionais.

Autarcas não se mostraram preocupados com as diminutas verbas inscritas no PIDDAC para 2009, considerando que este documento tem cada vez menos importância.

O Programa de Investimento e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC) regionalizado para 2009 foi pouco “amigo” da zona do alto distrito de Coimbra.

Os Concelhos de Arganil, Góis, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Tábua e Vila Nova de Poiares têm uma previsão de investimento do PIDDAC pouco significativa, mas os autarcas locais desdramatizam, dizendo que este instrumento incluído no Orçamento de Estado é cada vez menos importante para os municípios.

Vila Nova de Poiares foi o concelho que viu ser-lhe atribuída, pelo Governo, a verba mais elevada: 529.524 euros. Trata-se de um valor semelhante ao do PIDDAC deste ano, mas se o autarca de Poiares se congratula com a verba atribuída para a construção de um centro de actividades ocupacionais da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM), já quanto às outras duas verbas inscritas considerou-as uma “esmola vergonhosa”.

Nesta região, o concelho de Arganil surge com o 2º valor mais elevado: 448.500 euros. O grosso do dinheiro será para a remodelação do Palácio da Justiça, surgindo assim o aumento em relação ao PIDDAC 2008.

Para o concelho de Oliveira do Hospital foi atribuído uma verba total de 145 mil euros. O município oliveirense regista desta forma um aumento, comparando, uma vez que este ano apenas teve a atribuição de 31.417 mil euros.

Depois segue-se Pampilhosa da Serra com uma dotação financeira de 53.934 euros, para um só item: a construção do Centro Cultural de Trinhão. O presidente da Câmara, José Brito, ficou um pouco desiludido por não aparecer qualquer financiamento para a construção do novo centro de saúde.

Góis também apresenta apenas uma verba de 30.235 euros destinados à reabilitação do centro histórico da cede de concelho.

Por último, o concelho de Tábua que não foi contemplado com qualquer verba, mas para o autarca Ivo Portela esta situação não o preocupa, lembrando que estão em curso obras significativas, como é o caso da variante à vila e o novo edifício da Segurança Social.

Uma questão de altura! É só rir!


Os Contemporâneos – Vai mas é trabalhar!

Bom Humor o dos Contemporâneos! Um dos melhores!