Dois concertos dos U2 (360º), este fim de semana em Coimbra


É o momento por que a cidade espera há mais de um ano. Entre amanhã e domingo, são mais de 85 mil pessoas a vibrar ao som da maior banda do mundo.

Os dois concertos dos U2, no Estádio Cidade de Coimbra, estão na base da «maior operação de segurança e emergência médica alguma vez feita em Coimbra», garante Álvaro Ramos, da produtora Ritmos & Blues. Serão 750 elementos da Polícia de Segurança Pública (à volta de 150 em simultâneo no terreno), mais 700 unidades de segurança privada, 25 reforços do Corpo de Intervenção do Porto. Depois, a Cruz Vermelha assegura o suporte básico de vida e a empresa Luramed o suporte avançado de vida.

O plano de contingência está pensado para a cidade receber mais de 85 mil visitantes durante o fim-de-semana. Afinal, «Coimbra vai acolher o maior espectáculo» a que o país alguma vez assistiu, considera Álvaro Ramos, reconhecendo que realizar um evento de tamanha dimensão fora de Lisboa ou Porto «levanta alguns problemas». Mas com os Rolling Stones, Coimbra provou estar apta, reforçou, certo que com a operação preparada para receber a banda irlandesa se alcançou «uma situação perto do ideal».
Ritmos & Blues, Câmara Municipal de Coimbra, Empresa Municipal de Turismo e Polícia de Segurança Pública são algumas das entidades envolvidas no plano de contingência, que obriga ainda a vários condicionamentos e cortes de estradas, já a partir de hoje. Há autocarros em articulação com as nove zonas de estacionamento organizadas, com Álvaro Ramos a aconselhar quem vem de fora da cidade a optar pelos comboios, até porque a CP disponibiliza comboios especiais.
Uma vez no estádio, há um primeiro contacto para verificar a validade dos bilhetes, depois as pessoas são revistadas, seguem por um perímetro de segurança até chegar aos torniquetes, para um novo controlo do bilhete, através do código de barras. A entrada para o estádio começa às 17h30, nas quatro entradas: Rua D. Manuel I., Rua D. João III, Praça 25 de Abril e Rua Jorge Anjinho.
De acordo com Álvaro Ramos, está tudo preparado para que as pessoas passem «um dia inesquecível», não só graças ao concerto, mas também aproveitando o que a cidade tem para oferecer. «É fundamental que saiam daqui com um sorriso», concluiu.

Investimento do Turismo com retorno 20 vezes superior
.
Os 200 mil euros que a Empresa Municipal de Turismo atribuiu à Ritmos & Blues terão um retorno 20 vezes superior ao investimento. A garantia é dada por Gonçalo Lobo Xavier, explicando que esta verba acordada com a produtora tem também como base as duas «benfeitorias» realizadas no estádio: o rebaixamento da entrada do túnel e a mudança do relvado.
Ressalvando que os concertos não prejudicam o estado da relva, Álvaro Ramos sublinhou, no entanto, que ficou acordada entre as partes essa mudança, acompanhada de outra contrapartida que vai fazer com que o Estádio Cidade de Coimbra deixe de ser «um dos únicos» da Liga que não permite o acesso dos autocarros ao recinto.
«O que deixamos à cidade é superior ao que recebemos», garantiu, sem deixar de referir o que a própria economia de Coimbra vai ganhar “à conta” dos dois concertos dos U2 (de realçar que são escassas as cidades que acolhem mais do que um espectáculo da banda irlandesa). P.I.S.

Por: Patrícia I. Silva ao D.C.

Image

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: