Lei das Armas está pronta e simplifica carta de caçador


A alteração da lei das armas já está concluída e aguarda agendamento para aprovação pelo conselho de ministros, prevendo-se neste novo diploma uma simplificação da carta de caçador, afirmou ontem o ministro da Agricultura, António Serrano.

“Deve ser este mês a alteração da lei. Na caça, entre outras alterações, vai haver uma simplificação para conseguir num único exame, num único momento, a obtenção da licença de uso e porte de arma e da licença de caçador”, afirmou António Serrano, à margem do 28.º Congresso Internacional de Horticultura que decorre até dia 28 de Agosto, no Centro de Congressos de Lisboa.

Em Portugal, há 80 mil caçadores a menos. Em apenas ano e meio – desde a última alteração à Lei da Armas -, o número de caçadores praticantes não parou de diminuir. Na última época de caça eram 145 mil os praticantes, segundo dados do Ministério da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas (MADRP) apesar de haver cerca de 300 mil com Carta de Caçador. “Há matérias que nós entendemos que temos de simplificar e a Lei das Armas é uma delas porque tem afastado caçadores”, admitiu mesmo o ministro da Agricultura, António Serrano.

Também os praticantes de tiro desportivo são agora menos: diminuíram 50%. Números que levaram ontem – na abertura oficial da época caça – às críticas de várias associações do sector à legislação que consideram demasiado “burocrática”.

Em resposta às críticas ao calendário venatório, o ministro admitiu estar disponível para discutir com o sector: “No fundo passa a haver uma simultaneidade na obtenção da licença de uso e porte de armas com a carta de caçador e tudo aquilo que for matéria que se discuta com o sector e propostas concretas que sejam dirigidas à simplificação, nós estamos disponíveis para fazê-lo.”

A caça ao coelho, lebre e codorniz só começa no dia 5 de Setembro e a 3 de Outubro começa à raposa, saca-rabos, perdiz-vermelha e faisão. Mais tarde, a 1 de Novembro abre a caça à galinhola, tarambola-dourada, pombo-bravo e tordos.

Uma resposta

  1. Talvês o Sr: Ministro não saiba porque razão é que está a diminuir o nº de caçadores em portugal, pois se não sabe eu tenho todo o prazer em explicar-lhe , sabe Sr: ministro é o seguinte nós antigamente caçava-mos por desporto e convivio, hoje a maioria dos caçadôres é pelo prazer de matar, matam sem pena nem dó em sertas reservas e, depois no outro ano teêm as arcas cheias e jogam fora e depois ainda se gabam á boca cheia , a razão é esta da desistencia do grande número de caçadores. É giro não é ? depois falta dinheiro nos cofres do estado que belo.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: