Obras vão começar em Penacova e Poiares


Águas do Mondego Subsistema de Abastecimento de Água da Ronqueira

A Águas do Mondego assinou dia 28 de Abril o auto de consignação do Subsistema de Abastecimento de Água da Ronqueira. A obra vai permitir o fornecimento de mais de 25 mil habitantes em 2039.

A Águas de Coimbra (AM) assinou, na sua sede em Taveiro o referido auto. Esta empreitada vai representar um investimento que irá ser mais de nove milhões de euros, co-financiado pelo Fundo de Coesão da União Europeia em 53 por cento.

As obras vão servir freguesias de Penacova, V. N. Poiares, representando em 2039 cerca de 25 mil habitantes. Este subsistema da Ronqueira foi consignado ao consórcio entre Leirislena-Engenharia e Construções,S.A., CME-Construção e Manutenção Electromecânica, S.A., e Ernesto Alves Pinto & Cª, Ldª.

Este sistema vem servir as freguesias de Penacova, Friúmes, Oliveira do Mondego, Paradela, São Paio de Mondego, São Pedro de Alva e Travanca do Mondego, Lorvão, Figueira de Lorvão, Sazes do Lorvão, (município de Penacova), e as freguesias de Lavegadas, São Miguel de Poiares, Arrifana, e Poiares (Santo André), (município de Poiares).

O Subsistema inclui a construção de uma estação elevatória, seis reservatórios, e cerca de 41 quilómetros de condutas adutoras, que serão feitas ao longo da estrada, evitando, desta forma, problemas de circulação e posterior repavimentação e ainda a remodelação de estações de tratamento de água(ETA) e captações, já existentes, bem como de 4 estações elevatórias (que servirão os reservatórios de Albarqueira, Arrifana, São Pedro Dias, e Travanca do Mondego.

A construção dos reservatórios e das condutas já começou, no total, a empreitada tem um prazo de execução de 550 dias, o que quer dizer que em Outubro deverá estar concluída.

2 Respostas

  1. Ainda bem e já não era sem tempo. Em Poiares a agua é das mais caras deste país. Um concelho com 3 rios a contorná-la é lamentavel que tal aconteça. Tem o Alva, o Mondego e o Ceira.Tinha nascentes proprias que foram vandalizadas e destruidas pelo empreendorismo saloio de quem pensava que tinha descoberto o petroleo.
    Depois vieram aqueles ramais de agua feitos às 3 porradas, que estão todos apodrecidos e são focos de infecções e de aguas contaminadas por sedimentos. Vejam-se os ramais para as nossas aldeias por onde passam tais tubarias. Estradas abatidas e as canalizações a sugarem terras e areias para as nossas canalizações.Que o digam as pessoas que nas suas casas colocaram torneiras ceramicas. Ou pôem filtros na entrada de casa, ou as torneiras e esquentadores vão pro galheiro.
    Venham então as novas tecnologias.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: