DIABETES


Dia Mundial da Diabetes
Para lembrar um pouco o que é a diabetes, não pude deixar de escrever.

Para comemorar o primeiro Dia Mundial da Diabetes pelas Nações Unidas, dia 14 de Novembro, cerca de 100 monumentos e edifícios emblemáticos de todo o mundo serão iluminados a azul. Já confirmados estão a Ópera de Sidney, o London Eye em Londres, as Cataratas do Niagara, o Empire State Building e a Torre de Tóquio, entre outros. A cidade de Évora, com a colaboração da Câmara Municipal, associa-se a esta iniciativa com a iluminação do Templo Romano e da Fonte da Praça do Giraldo durante a semana de 12 a 18 de Novembro.

Este Dia é celebrado pelas Nações Unidas como consequência da aprovação em Dezembro de 2006 da Resolução 6/225, a qual reconhece a diabetes como uma doença crónica, debilitante e onerosa associada a complicações que constituem um sério risco para as famílias, países e para todo o mundo.

Para saber mais visite:

www.unitefordiabetes.org

www.apdp.pt

www.worlddiabetesday.org

www.lifeforachild.org

 

AUTOCONTROLO NA DIABETES

Importância
Na Diabetes, a vigilância do controlo metabólico é da máxima importância para a preservação da saúde e para uma melhor qualidade de vida. É assim, essencial que o próprio diabético e seus familiares mais próximos participem nessa vigilância – chamada de autovigilância – e no autocontrolo de modo a prevenir o aparecimento de desequilíbrios no controlo glicémico e, assim, evitando as descompensações agudas (ceto-acidose diabética e hipoglicémias graves) e diminuindo os riscos do desenvolvimento das chamadas complicações tardias da diabetes.

A autovigilância é fundamental para que um diabético possa tomar decisões relativamente ao seu melhor controlo (autocontrolo).

Quando fazer autovigilância da glicémia?
Não podem existir regras rígidas para a autovigilância da glicémia, tendo esta que ser individualizada e, não raramente, modificada caso a caso ao longo dos anos. É, no entanto, imperativo que se torne um hábito de todos os diabéticos insulino-tratados como dos diabéticos tipo 2 sob terapêutica com comprimidos. Os primeiros conhecimentos que um diabético deve ter na sua autovigilância consistem no reconhecimento dos sintomas habituais do desequilíbrio glicémico, sendo fundamental reconhecer os sintomas mais frequentes de:

Hipoglicémia (baixa de glucose no sangue):

– Fome súbita e devoradora;

– Tremores; suores frios;

– Sensação de fraqueza;

– Dores de cabeça.

E também os de

Hiperglicémia (subida de glucose no sangue):

– Urinar em excesso;

– Excesso de sede;

– Boca seca;

– Perda de peso.

Monitorização da glicémia capilar
Numa fase inicial, existe por vezes dificuldade em aceitar este método de autovigilância, pois ele representa mais picadas para quem já tem de se auto-injectar com insulina várias vezes ao dia.

Reforçamos, no entanto, a ideia de que é indispensável que as punções sejam feitas com a técnica correcta, para serem pouco ou nada dolorosas e a gota de sangue de tamanho suficiente. A picada deve ser feita no bordo lateral da polpa do dedo com lancetas finas, utilizando dispositivos adequados (tipo caneta).

Frequência dos testes
A frequência da determinação da glicémia deve variar consoante a situação clínica. Pode variar entre 2 a 6 vezes por dia nos diabéticos a fazer insulina e deve ser, no mínimo, semanal em jejum e após uma refeição no diabético tipo 2 a tomar hipoglicemiante oral (comprimido).

Perfil Glicémico (2 a 6 vezes/dia)

No diabético sob terapêutica intensiva de insulina.

Na Diabetes tipo 1.

Na gravidez.

Durante intercorrências médicas e cirúrgicas.

Em situações de equilíbrio instável.

No diabético com insuficiência renal.

Perfil Glicémico Aliviado (2 a 6 vezes/semana)

Diabéticos tipo 1 estáveis.

Diabéticos tipo 2 a tomar hipoglicemiantes orais.

Independentemente da frequência, em que altura do dia devem ser feitos?

– Em jejum e

– Após as 3 principais refeições(2 horas depois), ou

– Antes das 3 refeições principais para decisão da dose de insulina a administrar.

– É também aconselhável fazer periódica mente 1 teste durante a noite (por ex: 03h00m ou 04h00m.

VALORES OBJECTIVO NA DIABETES

Glicémia

Óptimo: 80 – 110 mg/dl

Aceitável: 111 – 140 mg/dl

Mau: >140 mg/dl

Após as refeições

Óptimo: 100 – 145 mg/dl

Aceitável: 146 – 180 mg/dl

Mau: > 180 mg/dl

HbA1c (hemoglobina A1c)

Óptimo: <_6,5 %

Aceitável: 6,5 – 7,5 %

Mau: > 7,5 %

A Hemoglobina A1c (também conhecida como hemoglobina glicosilada ou glicada) é uma análise muito importante para todos os diabético. A quantidade (ou percentagem) de hemoglobina A1c está relacionada com os níveis médios de açúcar no sangue (glicémia) durante os últimos 2 a 3 meses. É um excelente indicador do controlo da Diabetes e do risco de vir a sofrer as complicações tardias da Diabetes.

in A.MENARINI diagnostics e João Valente Nabais | Departamento de Química

 

 

 

Uma resposta

  1. a hemoglobina glicada pode voltar ao normal com o controle da glicose ?a minha deu 10%

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: